Saiba O Que Fazer Com Teu Animal De Estimação Pela Hora De Viajar

18 Feb 2018 02:06
Tags

Back to list of posts

is?oeD-NCHLgGqW4F9GYrWJa_vBZQbybBa_1GCpURIhGQ0&height=224 Encerramento de ano é sempre um dilema para quem tem bicho de estimação. Muitas pessoas até deixam de viajar graças a dos animais, em razão de pode ser complicado deixá-los sozinhos, pela residência de amigos ou em qualquer hotel. O R7 ouviu dicas de alguns profissionais para que todos, pets e seus donos, passem o tempo de festas com tranquilidade. Antes da viagem, suave o bicho ao veterinário pra checar seu estado de saúde geral e tocar o atestado sanitário. Este documento vale por dez dias e, se a viagem durar mais tempo, é preciso que o proprietário procure outro médico no local onde estará pra conquistar um novo documento pro retorno.O veterinário José Luis Crespo, do Cãopestre Park Hotel, explica que se o bicho não estiver vacinado, corre o risco de contrair doenças contagiosas ao longo da viagem. Enfermidades como dirofilariose (que ataca o coração), erlichiose (doença do carrapato, que contamina o sangue), leishmaniose (transmitida por mosquito, razão dificuldades cutâneos), além de pulgas, sarnas e parasitoses intestinais são muito comuns. Como há muitos animais de avenida em outras regiões litorâneas, podes ser nocivo bem como contrair cinomose e parvovirose. Desse modo, é relevante que o bicho esteja vacinado. Entretanto, Quinzani não aconselha vacinar o animal no mesmo dia da viagem.A vacinação não deixa de ser um procedimento que circunstância um estresse imunológico no animal, podendo também causar agonia lugar, febre e em alguns casos reações anafiláticas. Dessa maneira, não recomendamos vacinar e viajar no mesmo dia. Para quem vai viajar de carro com o bicho, o percurso não necessita ser muito grande. Pra segurança da família e do próprio animal, ele deve ser acomodado em uma caixa de transporte, e não viajar solto no carro.A caixa assim como evita dificuldades com a polícia rodoviária, pois a lei proíbe que o animal viaje no colo do condutor. Se isto acontecer, o motorista poderá, e também ganhar uma multa, perder de quatro a cinco pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Não é preciso doar qualquer remédio antes da viagem, a menos que exista indicação veterinária.É interessante que o bicho esteja em jejum de comida há no mínimo 6 horas. Crespo assim como afirma que a viagem precisa ser feita em automóvel com ar condicionado ou bem ventilado. Várias raças, em carros quentes, são capazes de vir a morrer por causa do calor, como é o caso do buldogue.Vince e seis/09/2011 às 11:34Eu, hemTem uma cauda que poderá entrar a quarenta e cinco cm1l de águadois Texto de natureza duvidosaRaças mais peludas devem de ser tosadas antes da viagem. Durante o caminho, é preciso parar a cada duas horas para que o bicho beba água e faça xixi. Ao aparecer ao destino, o animal podes ter vida normal. Crespo recomenda que o cão viaje no mesmo vôo do dono. Nas viagens aéreas, a pessoa deve se programar com antecedência, principalmente em conexão à data do voo. Não é todo dia que se poderá voar com cães, e só são permitidos 2 animais por aeronave.Pra viagens de avião, o dono necessita tomar as mesmas medidas sanitárias para animais que viajam de carro. Qual é a melhor escolha: continuar sozinho, deslocar-se para um hotel ou continuar com alguém conhecido? As melhores opções para o bicho são viajar com os donos ou permanecer em moradia com um conhecido que tome conta dele. Não recomendo que o animal saia de moradia, uma vez que ele pode estranhar o ambiente e tentar escapulir. De acordo com o veterinário, não há problemas em deixar o bicho sozinho em casa desde que por períodos curtos.Os hotéis que oferecem estadia aos bichos parecem ter mais infraestrutura do que os pra humanos. Entretanto quem quiser deixar o animal num desses locais, tem que procurar um estabelecimento com antecedência, pois nesta data do ano, muitos de imediato estão lotados. O recomendado é visitar o hotel antes de conduzir o bicho e prestar atenção nas instalações, no estado dos cães hospedados, e como são o manejo e as atividades dos bichos, e também compreender a equipe. Essa visita é muito considerável.Um site não oferece a real consciência do que é o local. É essencial prestar atenção em quantos cães ficam juntos e quais os requisitos pra aceitar o animal no estabelecimento, como demandar a carteira de vacinação atualizada. Alguns exigem outros requisitos. No caso do Cão Park Hotel, a título de exemplo, o bicho necessita de usar a coleira Scalibor, que protege contra a erlichiose e a leishmaniose.

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License